carnaval Archives - Blog Dicas FestaBox

Posts Tagged ‘carnaval’

Ideias para o Carnaval

O Carnaval está chegando e junto com ele vêm todas as festas, cores, brincadeiras e diversão que essa data traz consigo. É tempo de se divertir e dançar muito na rua, em casa, nas festas e nos desfiles!

Mas, claro, para que a diversão seja garantida, apostar em alguns itens de carnaval ajuda muito e deixa tudo com a cara dessa época festiva. Por isso, se solte na folia e abuse do glitter, das cores, das fantasias e dos confetes e serpentinas!

decoracao-de-carnaval-festabox

Pra começar, reúna-se às crianças para fazer o maior estoque de confetes, serpentinas, adereços de carnaval e sprays de espuma de carnaval para o feriado inteiro.

A brincadeira fica mais legal quando há mais cores e barulho. Então não se esqueça de apitos, maracas e buzinas.

dicas-de-carnaval-festabox

 Na hora da festa em casa, a decoração conta muito também. Faça uma linda mesa com muitas guloseimas e enfeites espalhados por ela e inspire-se também para decorar a mesa dos convidados.

festa-de-carnaval-decoracao-festabox

decoracao-de-mesa-carnaval-festabox

Além da mesa, você pode apostar em painéis decorativos e varais metalizados coloridos, e decorar o teto com enfeites e balões, por exemplo. Isso tudo deixa sua festa mais decorada e colorida.

Depois de montar toda a decoração, é hora de escolher uma linda fantasia para você e para as crianças. E aí, pronto: é só se divertir muito!

fantasia-adulta-carnaval-ideias-festabox

Blocos de Carnaval: História e Agenda de São Paulo!

Comuns nos dias de Carnaval desde o início da festança no Brasil, os blocos carnavalescos estão cada dia mais comuns e agregando cada vez mais pessoas. Em São Paulo a diversidade de blocos de carnaval conta com vários estilos e motivos, contribuindo para a socialização dessa festa já tradicional entre os mais jovens.

História dos Blocos de Carnaval

bloco-de-carnaval-eu-sozinho

Desde o fim do século XIX as pessoas saem as ruas nos dias de Carnaval para festejarem, porém os primeiros Blocos de Carnaval licenciados registrados datam de 1889 no Rio de Janeiro. Até os anos 20, os blocos de carnaval não possuíam muita distinção entre si, porém com a elitização da festa, foram determinados nomes para cada tipo de reunião de pessoas, sendo que se separavam entre os nomes de cordões e ranchos.

Nos ranchos o foco era uma performance mais teatral, com incidência dos instrumentos de sopro, além disso eram considerados mais organizados. Já os cordões eram relacionados à um carnaval mais descontrolado, onde os instrumentos de percussão ditavam o ritmo de todos.

Os blocos então transitavam entre essas duas nomenclaturas, e grupos de samba buscando a aceitação do público começam a usar o termo bloco de enredo a partir dos anos 30.

Tipos de Blocos de Carnaval

Blocos Afro

bloco-de-carnaval-afro

Com vários aspectos oriundos da cultura africana, como vestimentas, ritmo, letras e instrumentos, o primeiro do estilo foi responsável por inserir a musicalidade africana no Carnaval de Salvador.

Blocos Caricato

São blocos típicos de Minas Gerais.

Blocos de Enredo

Uma espécie de Escola de Samba em pequena escala, esses blocos possuem enredos mais curtos e podem ascender ao título de Escola de Samba.

Blocos de Embalo

No Rio de Janeiro é a denominação usada para blocos que não são de enredo e nem se identificam com características dos blocos existentes. Um exemplo seria os blocos de frevo.

Blocos de Sujo

Blocos onde a improvisação e desorganização ditam o tom da festa. São foliões que se juntam para pular o Carnaval sem nada muito planejado.

Blocos das Piranhas

Nome dados às manifestações carnavalescas onde homem de vestem de mulher. A escola de samba Mocidade Alegre começou como um bloco dessa categoria.

Agenda Blocos de Carnaval de Rua em São Paulo

bloco-de-carnaval-unidos-augusta

São Paulo é uma cidade com uma diversidade cultural imensa, e isso é refletido também em seu Carnaval. Com Blocos de Carnaval de Rua dos mais diversos estilos e temas, para curtirmos o Carnaval basta só nos informarmos e partir para a festa. No link abaixo, você terá a possibilidade de conhecer um pouco de cada bloco, e conferir os horários para se divertir com alguns dos blocos que animam cidade.

Agenda Blocos de Carnaval de Rua em São Paulo

Não se esqueça de levar seu kit Carnaval, com óculos de sol, água para se hidratar, camisinhas e adereços de Carnaval que deixarão seu visual bem mais temático. Caia na folia e divirta-se muito para depois “começar o ano” com as energias recarregadas.

Como customizar abadá de Carnaval

Sinônimo de alegria e badalação, o carnaval contagia à todos. Desde crianças até adultos e idosos, todos adoram assistir os desfiles, relembrar as marchinhas, vestir fantasia ou virar a madrugada atrás de um trio elétrico. O convite para micaretas, shows e carnaval reúne milhões de foliões. Porém, você não precisa ser mais um no meio da multidão. Você pode abusar da criatividade e deixar o seu abadá super fashion. Saiba como customizar abadá de Carnaval e cair na folia com estilo.

como-customizar-abadá-de-carnaval

Cortes e recortes: transforme o seu abadá em uma regata, numa blusa tomara que caia, de um ombro só ou frente única. Faça um decote na frente ou nas costas, ou crie ainda recortes laterais.

Abuse das pedras, franjas e o aviamento da moda, as spikers (aqueles pontinhos metálicos e pontudos usados nos looks dos roqueiros). Outra dica é usar o abadá com sutiã de renda, deixando a alça à mostra, fica super sensual.

Invista também em fitas, lantejoulas e brilhos! Esses adereços além de baratos e fáceis de encontrar permitem que você crie novas formas e desenhos sobre o tecido ou destaque a estampa já presente na peça. As fitinhas do Senhor do Bonfim são uma boa pedida para revestir a gola, retocar o acabamento das mangas e decotes ou ainda dar o toque final no ajuste de alças.Com cola para tecido, cetim e lantejoulas você já consegue deixar o seu abadá de cara nova!

como-customizar-abadá-de-carnaval

Não tenha medo de usar a tesoura! Para mudar de forma mais radical a sua t-shirt é indispensável fazer vários recortes em sua estrutura para que ela ganhe uma nova modelagem. O primeiro passo é decidir o modelo e o tamanho que deseja, em seguida medir o quanto da barra deverá ser cortado e os demais lugares que perderão tecido!

Com poucos materiais e muita criatividade o seu carnaval pode ficar ainda mais colorido e você mais bonita, por isso reserve alguns minutinhos para deixar a preguiça de lado e coloque seu lado de estilista para funcionar para chegar na avenida com um abadá personalizado e um look tão divertido quanto o clima carnavalesco!

Artigos, adereços e decoração para Carnaval

Depois de deixar o seu abadá mais bonito e cheio de estilo, fica faltando só os adereços. Conheça nossos artigos de carnaval e divirta-se muito nesta folia!

 

Carnaval de salão, sempre tradição!

Para quem prefere pular o Carnaval à moda antiga, sem a agitação dos Carnavais de Rua, o Carnaval de Salão é uma ótima opção. Então, hoje você irá conhecer um pouco mais sobre essa comemoração que atrai não só os mais idosos, como também jovens a até crianças.

carnaval-de-salão

História Carnaval de Salão

No Brasil, os bailes de Carnaval, como também são chamados os carnavais de salão, foram antecedidos pelos bailes de máscaras, vindos da Europa. A repercussão foi tanta que muitos outros seguiram-se a este, marcando, também através do carnaval, as diferenças sociais que atingiam a sociedade brasileira : de um lado, a festa de rua, ao ar livre e popular; do outro, o carnaval de salão que agradava sobretudo à classe média emergente no país.

Dos salões, os bailes passaram a ser celebrados nos teatros, animados principalmente pelo ritmo da polca – primeiro gênero a ser adotado como música carnavalesca no Brasil – e depois, envolvidos pelo som da quadrilha, da valsa, do tango, do “cake walk”, do “charleston” e do maxixe. Até então, esses ritmos eram executados apenas em versão instrumental. Somente por volta de 1880 os bailes passaram a incluir a versão cantada, entoada pelos coros.

O Carnaval de salão também é marcado pela presença de crianças, por conta da maior segurança em locais fechados. Os bailes infantis fazem a animação da criançada. Em 1907 foi realizado o primeiro baile infantil, dando início às famosas matinês.

bailes-de-carnaval-infantil

Apesar de estrondoso sucesso dos bailes de salão, foi na esfera popular que o carnaval adquiriu formas genuinamente autênticas e brasileiras. Com a constante repressão ao entrudo, o povo viu-se obrigado a disciplinar as brincadeiras de rua, passando a utilizar a organização das procissões religiosas para a comemoração do carnaval: apareciam então os blocos e cordões, grupos que originariam mais tarde as escolas de samba.

Nos dias atuais, o Carnaval de Salão continua sendo uma ótima opção, pois você pode ir com os amigos e família, curtir, se divertir até altas horas e, ainda tem a garantia de um ambiente mais seguro.

Máscaras e fantasias

O Carnaval de salão é marcado também pelo uso de máscaras e fantasias. Em 1834, o gosto pelas máscaras se acentuou no país. De procedência francesa, eram confeccionadas em cera muito fina ou em papelão, simulando caras de animais, caretas, entre outros. A serpentina (de origem francesa) e o confete (de origem espanhola), que enfeitam os bailes de salão, chegaram ao Brasil em 1892.

Algumas fantasias, como as de Pierrô, Colombina, Arlequim e Rei Momo são bastante tradicionais, principalmente nos bailes de salão. Mas, mesmo com todo o sucesso desses bailes, o carnaval de rua é cada vez mais procurado e ainda preserva parte do folclore brasileiro.

As fantasias apareceram logo após o surgimento das máscaras, dando mais vida, charme e colorido ao carnaval, tanto nos salões quanto nas ruas.

Roupas para usar no Carnaval de Salão                                                              

O carnaval de salão permite salto alto e muito glamour, ao contrário do Carnaval de rua, onde a regra é calçados baixos e roupas básicas. Por isso, quem vai cair na folia dos salões, deve estar preparado para arrasar.

Os vestidos fresquinhos, mullet, justinhos e os curtinhos mais estruturados, e estampados, como animal print, neon, mix de estampas e mix de texturas caem super bem. Assim como os decotes, aplicações de metais, paetês, penas e miçangas. As penas e plumas são perfeitas para valorizar os ombros. Flores, faixas e fitinhas também servem para dar um charme nos ombros e ficam incríveis nos adereços de cabeça. Vestidos podem render produções lindíssimas.

Nos pés, o salto alto é fundamental. Invista nos meia pata, sandálias com tiras e saltos mais grossos para ajudar no conforto. Além de confortáveis, eles garantem o samba no pé a noite inteira.

A produção final ficará por conta dos acessórios. Aproveite o clima carnavalesco e invista nos acessórios da moda, como maxi colares, maxi brincos, muitos anéis. Os acessórios para a cabeça, como chapéu, penachos, tiaras e enfeites são super bem vindos. As mascaras de carnaval também fazem bonito nos salões.

Por fim, arrase na maquiagem, de preferência os tons metalizados e brilhosos, como o prata e dourado e muito glitter. Os batons de tons vibrantes são sempre uma escolha certa. Explore os tons de pink, rosa, vermelho e laranja.

As marchinhas de carnaval de salão

As marchinhas de carnaval marcaram época, reinaram ao longo de muitos anos e assim foram transmitidas de geração em geração, tendo como principais aliados a divulgação radiofônica, os bailes de salão e as próprias ruas. Embora pouco realizadas no Carnaval de Rua, ainda resistem no salão, assegurando a tradição carnavalesca.

Carnaval de Rua, onde a folia é garantida!

O carnaval de rua é considerado uma das festas populares mais animadas e representativas do mundo. É descendente do “entrudo” português, que consistia em as pessoas jogarem água, ovos e farinha umas nas outras. Há relatos de que até Dom Pedro II se divertia jogando água nos nobres.

brincadeiras-de-carnaval-de-rua

O “entrudo”, hoje chamado de Carnaval, acontecia num período anterior à quaresma e durava três dias, de domingo até a Terça-feira Gorda. Tinha um significado ligado à liberdade, sentido, este, que permanece até os dias de hoje.

Origem do Carnaval de Rua

O Carnaval, como é conhecido hoje, segundo historiadores, teve origem nos eventos promovidos pela Marquesa de Santos, dama de maior prestígio na sociedade paulista em sua época. Sua casa, conhecida como Palacete do Carmo, recebia convidados para bailes carnavalescos. Em um domingo de festa, saindo da tradição, uma comissão organizou um desfile de cavaleiros pela cidade. Anos depois, formariam o “Grupo Carnavalesco Os Zuavos” que saía pela Rua da Glória, originando o famoso Carnaval de Rua e seus blocos carnavalescos.

Blocos Carnavalescos de Rua

No Brasil, o termo “Bloco carnavalesco” é usado para definir diversos tipos de manifestações carnavalescas populares. É um conjunto de pessoas que desfilam no Carnaval, de forma semi-organizada, na maioria das vezes usando a mesma fantasia, ou vestidas da maneira que mais gostam.

carnaval-de-rua-brasil

Ao longo do tempo, diversos grupos carnavalescos já foram genericamente chamados de blocos, havendo atualmente blocos que são mais parecidos com escolas de samba, outros mais parecidos com os antigos cordões, e outros de diversos tipos.

Festas de Carnaval de rua mais agitadas do Brasil

Quem gosta de Carnaval de rua não precisa de lugar certo para cair na folia. Mas, no período do Carnaval, multidões tomam as ruas das cidades grandes e pequenas pelo país afora para fazer a sua festa, e, algumas cidades brasileiras, são famosas por reunirem um grande número de pessoas. As mais agitadas são:

– Fortaleza – CE;
– Florianópolis – SC;
– Manaus – AM;
– Diamantina – MG;
– Olinda – PE;
– Ouro Preto – MG;
– Rio de Janeiro – RJ;
– Recife – PE;
– Salvador – BA;
– São Luiz do Paraiting – SP.

São Luís do Paraitinga, em São Paulo, é o lugar certo pra quem gosta das tradicionais marchinhas. Nesta cidade é totalmente proibido tocar axé, funk e pagode – mesmo que seja na garagem de uma casa alugada. Este é inclusive o primeiro – e o segundo – item dos 10 Mandamentos do Folião da cidade.

carnaval-de-rua-paraitinga-sp

Primeiros registros do Carnaval de Rua em São Paulo

Os primeiros registros sobre o Carnaval paulista surgem na Ata da Câmara de São Paulo de 13 de fevereiro de 1604. Na época eram considerados atentados aos bons costumes sociais e caracterizados pela violência. A evolução da festividade acompanhou, então, a evolução da própria sociedade em seus aspectos políticos e sociais.

Carnaval de Rua 2014 de São Paulo

Se você gosta de curtir o Carnaval de Rua e já está se programando para os dias de folia, o Carnaval 2014 de São Paulo tem data e ordem de apresentação das escolas de samba já definidos. A folia mais esperada do ano acontece nos dias 28 de fevereiro, 1º e 2 de março de 2014. Como de costume, os desfiles acontecem no Sambódromo do Anhembi.

carnaval-de-rua

O primeiro dia de desfile, a sexta, 28 de fevereiro, começa com Leandro de Itaquera e termina com Tom Maior. No sábado, a Pérola Negra abre e a Acadêmicos do Tatuapé encerra a noite de desfiles. Veja a programação completa:

GRUPO ESPECIAL

Sexta-feira, 28 de fevereiro

1ª – 23h15 – Leandro de Itaquera

2ª – 00h25 – Rosas de Ouro

3ª – 01h35 – X-9 Paulistana

4ª – 02h45 – Dragões da Real

5ª – 03h44 – Acadêmicos do Tucuruvi

6ª – 04h55 – Vai-Vai

7ª – 06h05 – Tom Maior

Sábado, 1º de março

1ª – 22h30 – Pérola Negra

2ª – 23h20 – Gaviões da Fiel

3ª – 00h30 – Mocidade Alegre

4ª – 01h40 – Nenê de Vila Matilde

5ª – 02h50 – Águia de Ouro

6ª – 04h00 – Império de Casa Verde

7ª – 05h10 – Acadêmicos do Tatuapé

GRUPO DE ACESSO

Domingo, 2 de março de 2014

1ª – 21h – Colorado do Brás

2ª – 22h – Morro da Casa Verde

3ª – 23h – Unidos do Peruche

4ª – 0h – Camisa Verde e Branco

5ª – 1h – Imperador do Ipiranga

6ª – 2h – Unidos de Vila Maria

7ª – 3h – Mancha Verde

8ª – 4h – Estrela do 3º Milênio

Para mais informações sobre o Carnaval 2014 de São Paulo confira o site oficial do evento. E para deixar a folia ainda mais divertida os artigos de Carnaval são itens que não podem faltar. Garanta os seus na Festabox. Tudo para sua festa!

Com informações: Guia da Semana